Apresentação


Trata-se de um troço ferroviário que liga as estações limítrofes de Agualva-Cacém (na Linha de Sintra) e Figueira da Foz.

Originalmente também se incluía um lanço entre Alcântara Terra e Cacém. A sua construção iniciou-se no final do século XIX, tendo sido inaugurada a 2 de Abril de 1887.

Chegou a Torres Vedras em 21 de Maio do mesmo ano, a Caldas da Rainha em 25 de Junho, a Leiria em 1 de Agosto, e finalmente à Figueira da Foz em 17 de Julho de 1888.

A 8 de Junho de 1889, entrou ao serviço o Ramal de Alfarelos que liga a Linha do Oeste à Linha do Norte.

Nas décadas de 1920 e 1930 foi alvo de grandes obras de conservação e ampliação. E de novo nas décadas de 1990 e 2000, tendo sido inaugurada a Estação de Mira Sintra-Meleças.

Tem uma extensão total de 197,9 quilómetros de ponta a ponta e serve actualmente o tráfego de passageiros e mercadorias.

A falta de investimento e modernização fez com que a Linha caísse em progressivo declínio. O percurso de ponta a ponta é feito actualmente à velocidade máxima de 120km/h e demora cerca de 1h 40mn. Os autocarros da rede Expresso cobrem a mesma distância pela autoestrada A8 em cerca de 1h10mn. Em 2017 foi feito um projecto de modernização da Linha com o intuito de electrificar 88 quilómetros, duplicar 16 quilómetros de via, desnivelar passagens de nível e instalar sistemas de sinalização e comunicações modernos. Esse estudo apontava para uma redução de cerca de 10 minutos no total do trajecto. O início das obras têm vindo a ser sucessivamente adiado.

Este roteiro propõe-se seguir o trajecto desta importante e histórica via-férrea, visitando algumas das Estações e Apeadeiros mais emblemáticos.

O trajecto é feito sempre por nacionais, algumas com elevado interesse cénico. Passa também por algumas charmosas localidades e vilas, como Malveira, Torres Vedras, Leiria e Caldas da Rainha.

Percurso para ser feito em qualquer um dos sentidos num dia inteiro (cerca de 400 quilómetros com outros 200 na volta por autoestrada) ou de ida e regresso em outro dia.